Ocorreu um erro neste gadget

Pesquisar neste blog

quinta-feira, 24 de dezembro de 2009

Remando contra a maré

Constantemente estamos sendo bombardeados por notícias inseridas na mídia, como, moda, futebol, beleza, namoro, vida de personalidades famosas, entre outras dezenas de coisas que estão se aglomeradas sem necessidade em nossas vidas, de forma que isso tem tirado a atenção dos jovens, e concentrado todos os nossos esforços a coisas vãs, passageiras, pode ter certeza, eu sei como isso é difícil para o jovem, abdicar de coisas que estão todo o tempo sendo despejadas sobre nós, mas temos que sermos fortes, e não nos acostumarmos com o mundo, pois nem somos daqui e nem muito menos vinhemos pra ficar.
Saber que temos coisas melhores sendo preparadas pra nós, é o que deve nos confortar,
Pois a promessa de Deus é poderosa, e devemos esperar em quem cofiamos.
A nosso gloria não é aqui, devemos lembrar que o alvo é Cristo, é manifestar a sua gloria e ganhar almas para o Senhor.
Sigamos o nosso verdadeiro alvo que é Cristo, e não percamos mas o tempo que podemos dedicar ao nosso Deus, com coisas vãs e passageiras.
Deus merece toda a nossa dedicação, tempo, esforço, e muito más do que podemos dar a Ele. E você o que está dedicando a Deus? Quanto tempo está dedicando a Deus? Que esforço tem feito por Deus?

Será que não poderíamos fazer mais por quem deu seu filho para morrer por nós?

terça-feira, 22 de dezembro de 2009

Escolhas:certas ou erradas?

  Havia um homem muito rico, possuidor de vastas propriedades, que era apaixonado por jardins. Os jardins ocupavam o seu pensamento o tempo todo e ele repetia sem cessar: O mundo inteiro ainda deverá transformar-se num jardim. O mundo inteiro deverá ser belo, perfumado e pacífico. O mundo inteiro ainda se transformará num lugar de felicidade.
  As suas terras eram uma sucessão sem fim de jardins, jardins japoneses, ingleses, italianos, jardins de ervas, franceses. Dava muito trabalho cuidar de todos os jardins. Mas valia a pena pela alegria. O verde das folhas, o colorido das flores, as variadas simetrias das plantas, os pássaros, as borboletas, os insetos, as fontes, as frutas, o perfume… Sozinho ele não daria conta Por isso anunciou que precisava de jardineiros. Muitos se apresentaram e foram empregados.
  Aconteceu que ele precisou fazer uma longa viagem. Iria a uma terra longínqua comprar mais terras para plantar mais jardins. Assim, chamou três dos jardineiros que contratara, e disse-lhes: Vou viajar. Ficarei muito tempo longe. E quero que vocês cuidem de três dos meus jardins. Os outros, já providenciei quem cuide deles. A você, Paulo, eu entrego o cuidado do jardim japonês. Cuide bem das cerejeiras, veja que as carpas estejam sempre bem alimentadas… A você, Hermógenes, entrego o cuidado do jardim inglês, com toda a sua exuberância de flores espalhadas pelas rochas… E a você, Boanerges, entrego o cuidado do jardim mineiro, com romãs, hortelãs e jasmins.
  Ditas essas palavras, partiu. Paulo ficou muito feliz e pôs-se a cuidar do jardim japonês. Hermógenes ficou muito feliz e pôs-se a cuidar do jardim inglês. Mas Boanerges não era jardineiro. Mentira ao oferecer-se para o emprego. Quando ele viu o jardim mineiro disse: Cuidar de jardins não é comigo. É demasiado trabalho…
  Trancou então o jardim com um cadeado e abandonou-o. Passados muitos dias voltou o Senhor, ansioso por ver os seus jardins. Paulo, feliz, mostrou-lhe o jardim japonês, que estava muito mais bonito do que quando o recebera. O Senhor dos Jardins ficou muito feliz e sorriu. Hermógenes mostrou-lhe o jardim inglês, exuberante de flores e cores. O Senhor dos Jardins ficou muito feliz e sorriu.
  E foi a vez de Boanerges… E não havia forma de enganar: Ah! Senhor! Preciso confessar: não sou jardineiro. Os jardins dão-me medo. Tenho medo das plantas, dos espinhos, das lagartas, das aranhas. As minhas mãos são delicadas. Não são próprias para mexer na terra, essa coisa suja…
  Mas o que me assusta mesmo é o fato das plantas estarem sempre a transformar-se: crescem, florescem, perdem as folhas. Cuidar delas é uma trabalheira sem fim.
  Se estivesse em meu poder, todas as plantas e flores seriam de plástico. E a terra estaria coberta com cimento, pedras e cerâmica, para evitar a sujeira. As pedras dão-me tranqüilidade. Elas não se mexem. Ficam onde são colocadas. Como é fácil lavá-las com esguichos e vassoura! Assim, eu não cuidei do jardim. Mas tranquei-o com um cadeado, para que os traficantes e os vagabundos não o invadissem.
  E com estas palavras entregou ao Senhor dos Jardins a chave do cadeado. O Senhor dos Jardins ficou muito triste e disse: Este jardim está perdido. Deverá ser todo refeito. Paulo, Hermógenes: vocês vão ficar encarregados de cuidar deste jardim. Quem já tinha jardins ficará com mais jardins.
  E, quanto a você, Boanerges, respeito o seu desejo. Não gosta de jardins. Vai ficar sem jardins. Gosta de pedras. Pois, de hoje em diante, irá partir pedras na minha pedreira…

  Devemos ter cuidado com nossas escolhas,e você o que anda escolhendo?  
Disse-lhe Jesus: Eu sou o caminho, e a verdade e a vida; ninguém vem ao Pai, senão por mim. joão 14:6.
   

segunda-feira, 21 de dezembro de 2009

Sejam bem vindos

  Quero antes de tudo, agradecer a Deus por esse veículo de comunicação(blog-Jovem Jesus), e que ele possa ser mais uma ferramenta de Deus em nossas vidas.
   Vos pesso ajuda meus irmãos, para juntos compartilharmos experiencias com Deus, e assim compormos um blog descontraído, edificante, e acima de tudo para Glória de Deus.  
  
Eu vos escrevi, jovens, porque sois fortes, e a palavra de Deus está em vós, e já vencestes o maligno.1 João2:14